Tribunal do Peru liberta Keiko Fujimori, presa em caso Odebrecht

  • Por Jovem Pan
  • 25/11/2019 20h55 - Atualizado em 26/11/2019 07h16
EFEFujimori é investigada por envolvimento em esquema de corrupção na Odebrecht

O Tribunal Constitucional do Peru aprovou nesta segunda-feira (25) uma solicitação de habeas corpus para liberar a líder opositora Keiko Fujimori.

O presidente do tribunal, Ernesto Blume, anunciou que o recurso legal apresentado por Sachi Fujimori, irmã da política presa, foi aceito com quatro votos a favor e três contra. Keiko deve sair da prisão ainda nesta segunda.

Ela estava presa preventivamente desde outubro de 2018, enquanto era investigada por suposta lavagem de dinheiro em uma operação que, segundo a acusação, ela recebeu dinheiro sujo da construtora brasileira Odebrecht para suas campanhas presidenciais de 2011 e 2016. Após sua soltura, a investigação continuará.

O pai de Keiko, Alberto Fujimori, também cumpre uma condenação de 25 anos de prisão por responsabilidade nos assassinatos de 25 peruanos nas mãos de um grupo militar clandestino durante os primeiros anos de seu governo, entre 1991 e 1992, quando o Peru sofreu ataques do grupo terrorista Sendero Luminoso.

*Com informações do Estadão Conteúdo