Trudeau diz que bloqueios no Canadá são ‘inaceitáveis’ e ameaçam economia

Caminhoneiros ocuparam acesso aos Estados Unidos e exigem o fim do passaporte vacinal

  • Por Jovem Pan
  • 09/02/2022 19h45
Geoff Robins/AFP Manifestantes canadenses contra o passaporte da vacina seguram cartazes enquanto bloqueiam a fronteira com os Estados Unidos Manifestantes canadenses contra o passaporte da vacina bloqueiam uma das principais passagens aos Estados Unidos

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, falou nesta quarta-feira sobre os impactos que o país sofre com os bloqueios realizados por caminhoneiros na fronteira com os Estados Unidos. De acordo com o mandatário canadense, os atos são “inaceitáveis” e impactam negativamente a economia local. “Os bloqueios, as manifestações ilegais, são inaceitáveis e estão impactando negativamente negócios e fábricas”, disse Trudeau na Câmara dos Comuns do Parlamento federal, em alusão ao bloqueio de uma ponte movimentada que liga Windsor, no Canadá, a Detroit, nos Estados Unidos, e outro ponto de travessia fronteiriço na província de Alberta (sul do Canadá). Temos que fazer tudo para que terminem”, afirmou o primeiro-ministro. As barreiras foram realizadas por um grupo de caminhoneiros intitulados “Comboio da Liberdade”. A principal exigência do grupo é o fim da exigência do passaporte da vacina contra a Covid-19 para ter acesso ao país norte-americano.

*Com informações da AFP