Trump chega a Cingapura para encontro com norte-coreano Kim Jong Un na terça

  • Por Estadão Conteúdo
  • 10/06/2018 10h27
EFE/EPA/JIM LO SCALZOPresidente dos Estados Unidos, Donald Trump, quer que a Coreia do Norte deixe seu arsenal nuclear de lado

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chegou há pouco (início da noite pelo horário local) a Cingapura, onde deve se encontrar às 9h horas de terça-feira (22h da segunda-feira no horário de Brasília) com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un.

Kim pousou em Cingapura durante a madrugada (período da tarde, pelo horário local). Foi pelo ministro de Relações Exteriores da cidade-Estado, Vivian Balakrishnan, e depois se reuniu com o primeiro ministro, Lee Hsien Loong, no palácio presidencial.

Não está claro, até o momento, que tipo de decisão pode resultar na terça-feira. Pyongyang diz estar disposto a deixar de lado seu arsenal nuclear se os EUA derem garantias de segurança e outros benefícios. Muitos analistas consideram esta hipótese improvável, em virtude dos esforços feitos por Kim para construir seu programa.

Outra possibilidade é que as duas lideranças discutam sobre um acordo para acabar com a Guerra da Coreia, em substituição ao armistício assinado em 1953. Apesar de os combates da guerra terem terminado naquele ano, tecnicamente o conflito continua porque ao invés de um tratado de paz, oficiais militares da Organização das Nações Unidas (ONU), Coreia do Norte e China, liderados pelos EUA, assinaram o armistício.