Trump corta ações regulatórias do governo federal em 20%

  • Por Estadão Conteúdo
  • 20/07/2017 08h11
MRX18. WASHINGTON (EE.UU.), 20/04/2017.- El presidente de Estados Unidos, Donald J. Trump y el primer ministro de Italia Paolo Gentiloni (fuera de cuadro) responden a los periodistas durante una rueda de prensa conjunta hoy, jueves 20 de abril de 2017, en la Sala Este de la Casa Blanca en Washington (EE.UU.). EFE/SHAWN THEWO Escritório de Informação e Assuntos Regulatórios, que analisa os custos e efeitos das regras federais para o escritório de orçamento da Casa Branca, vai reportar que um total de 1.732 ações regulatórias serão completadas dentro do próximo ano, de acordo com um briefing do relatório

A administração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cortou ações regulatórias nos processos do governo federal em cerca de 20%, de acordo com um novo relatório a ser revelado nesta quinta-feira.

O Escritório de Informação e Assuntos Regulatórios, que analisa os custos e efeitos das regras federais para o escritório de orçamento da Casa Branca, vai reportar que um total de 1.732 ações regulatórias serão completadas dentro do próximo ano, de acordo com um briefing do relatório. Esse número representa uma queda ante as 2.095 ações regulatórias na atualização final do governo do ex-presidente Barack Obama.

Além disso, o governo vai anunciar que retirou 469 propostas de regulação e adiou medidas em outras 391, para permitir uma maior avaliação das agências responsáveis. As agências federais propuseram 58 regulamentos com o objetivo de ter um impacto econômico de US$ 100 milhões ou mais – uma queda de 50% na comparação com o último ano do governo Obama.

Em uma reunião com líderes empresariais em janeiro, Trump previu que cortaria as regulações em 75%. Amanhã, o governo vai detalhar como planeja cumprir a meta. Algumas das 1.700 ações planejadas vão incluir novas regras propostas por várias agências, mas também deve haver propostas para retirar algumas regras existentes, que a gestão julga desnecessárias.

Entre as ações planejadas, há uma medida para agilizar o processo de aprovação para programas para treinamento de aprendizes no Departamento do Trabalho; uma proposta do Departamento do Interior para cortar a burocracia de caça e pesca; e uma proposta para derrubar regras do governo Obama para atividades no setor de petróleo e gás em certas reservas indígenas.