Trump garante não ter planos de se reunir com o presidente do Irã

  • Por Jovem Pan
  • 22/09/2019 11h56
EFE"Nada está descartado, mas não tenho intenção de me reunir com o Irã", garantiu Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou, neste domingo (22), não ter planos de encontrar o presidente do Irã, Hassan Rohani, durante a realização da Assembleia Geral da ONU, em Nova York, depois do aumento da tensão gerada pelo ataque a uma companhia petrolífera da Arábia Saudita.

“Nada está descartado, mas não tenho intenção de me reunir com o Irã”, garantiu o líder americano, em entrevista concedida na Casa Branca, antes de viagem para os estados do Texas e Ohio.

Nas últimas semanas, Trump insinuou que gostaria de um encontro com Rohani, para tentar melhorar a relação, além de ter indicado a possibilidade de reduzir as sanções impostas ao país asiático.

Os ataques contra duas unidades da refinaria Aramco, no entanto, mudaram o panorama de maneira radical. A Arábia Saudita e os Estados Unidos acusam o Irã, enquanto rebeldes houthis do Iêmen assumiram a autoria a ação.

A Casa Branca, em seguida, aumentou as restrições ao governo iraniano e anunciou o aumento das tropas em solo saudita e também dos Emirados Árabes.

No meio do imbróglio, Trump demitiu assessor de segurança nacional, John Bolton, em grande parte, pelo empenho do estrategista para que o presidente não se reunisse com Rohani.

O líder iraniano, no entanto, já havia se negado a sentar na mesma mesa que o chefe de estado dos EUA, que almejava estampar as capas de jornais com uma foto histórica, assim como a que fez com o Kim Jong-un, da Coreia do Norte, para passar para o mundo a imagem de negociador infalível.

A Assembleia Geral da ONU acontece após a decisão de Trump de aumentar sanções ao Banco Central do Irã, que tem como objetivo asfixiar economicamente o país. O governo americano acusa o órgão de ter financiado a Guarda Revolucionária, a Força Quds e o Hezbollah, todos considerados grupos terroristas por Washington.

*Com Agência EFE