Trump ordena retirada de reservistas da Guarda Nacional de Washington

  • Por Jovem Pan
  • 07/06/2020 12h44 - Atualizado em 08/06/2020 07h56
EFE/EPA/Stefani ReynoldsOs quase quatro mil reservistas da Guarda Nacional de 11 dos 50 estados dos EUA foram enviados à capital na semana passada

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou neste domingo (7) que ordenou a retirada dos 3,9 mil reservistas da Guarda Nacional que haviam sido enviados à Washington conter os protestos contra o racismo e a violência policial.

“Acabo de dar ordem à Guarda Nacional para iniciar o processo de retirada de Washington agora que tudo está sob perfeito controle. Eles vão para casa, mas podem voltar rapidamente se precisarmos deles”, declarou o presidente no Twitter.

Os quase quatro mil reservistas da Guarda Nacional de 11 dos 50 estados dos EUA foram enviados à capital na semana passada, quando os protestos pacíficos pela morte de George Floyd levaram a motins, saques e confrontos com as forças de segurança.

A presença das tropas nas ruas da capital tem provocado tensão entre Trump e a prefeita de Washington, a democrata afro-americana Muriel Bowser. Bowser descreveu, neste domingo, a operação como uma “invasão” durante uma entrevista à “Fox”.

No sábado (6), milhares de pessoas saíram às ruas da capital no maior protesto desde o assassinato de George Floyd, homem negro de 46 anos que foi sufocado por um policial branco em Minneapolis, no estado de Minnesota.

A manifestação foi pacífica: houve danças, cantos e expressões artísticas, enquanto as forças de segurança estavam em pequenos grupos com uma atitude descontraída e sem capacetes ou coletes à prova de balas.

*Com informações da EFE