Trump defende invasores do Capitólio de Michigan: ‘São pessoas muito boas’

  • Por Jovem Pan
  • 01/05/2020 17h30
EFE/EPA/JIM LO SCALZODonald Trump defendeu manifestantes que invadiram Capitólio do estado do Michigan

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu os manifestantes que invadiram o Capitólio de Michigan nesta quinta-feira (30) para protestar contra a quarentena para impedir a propagação do novo coronavírus. Ele sugeriu que a governadora do estado, a democrata Gretchen Whitmer, converse com essas pessoas.

“A governadora de Michigan deveria ceder um pouco e apagar o fogo. São pessoas muito boas, mas estão com raiva, querem suas vidas de volta, com certeza! Fale com eles, faça um acordo”, escreveu Trump em sua conta no Twitter.

Os manifestantes, alguns usando adereços da campanha eleitoral de Trump, carregando bandeiras e armas de fogo, invadiram na quinta-feira o Capitólio de Michigan, na capital do estado, Lansing, enquanto se discutia a prorrogação da emergência declarada por Whitmer devido à pandemia de Covid-19.

A governadora havia pedido ao Congresso estadual que prorrogasse por mais 28 dias a emergência, que expirou na meia-noite de quinta-feira.

Entretanto, os congressistas, liderados pelos republicanos, endossaram uma série de projetos de lei para substituir as ordens de Whitmer, que tem sido ventilada como possível candidata a vice-presidente para a candidatura democrata.

O presidente da Câmara, o republicano Lee Chatfield, classificou a abordagem de Whitmer como “desenfreada e antidemocrática” e argumentou que “o povo merece uma solução melhor”.

Logo em seguida, a governadora assinou um decreto que permite estender as declarações de emergência e desastre com base em “fontes independentes de autoridade legal”, referindo-se à Lei de Poderes de Emergência do governador de 1945.

Em 15 de abril, Lansing foi palco de uma mobilização convocada por um grupo conservador, com moradores do estado a bordo de centenas de veículos reivindicando o direito à liberdade enquanto circulavam pelos arredores do Capitólio.

Segundo o governo de Michigan, até quinta-feira foram contabilizados 41.379 casos e 3.789 mortes por Covid-19 no estado.

*Com EFE