UE nega formação de aliança anti-China liderada pelos EUA

  • Por Jovem Pan
  • 15/06/2020 16h02
Jerome Favre/EFEA China tem sido criticada pela comunidade internacional por suposta ingerência sobre Hong Kong

O representante de assuntos internacionais da União Europeia (UE), Josep Borrell Fontelles, negou nesta segunda-feira (15) que haverá formação de uma aliança internacional “anti-China” liderada pelos Estados Unidos com participação do bloco europeu. Ainda assim, o líder reforçou que há uma cooperação com o governo americano para superar a questão envolvendo a soberania de Hong Kong.

A China tem sido criticada pela comunidade internacional por suposta ingerência sobre Hong Kong, após Pequim aprovar lei de segurança nacional que pode restringir a autonomia do território autônomo, um dos principais centros financeiros da Ásia.

“UE e China não concordam com tudo, mas nosso compromisso com a cooperação transatlântica está mais forte do que nunca”, declarou Fontelles, nesta segunda-feira, em coletiva de imprensa após reunião dos ministros de Relações Exteriores da União Europeia com a participação do secretário de Estado americano, Mike Pompeo. “Com Pompeo, além de nossa parceria, conversamos sobre a crise do coronavírus”, completou o representante do bloco comum.

Fontelles ainda destacou que haverá uma reunião entre o grupo da UE e autoridades da China na próxima semana para a formulação de uma agenda comum para os próximos cinco anos. O Comitê liderado por ele também deve se reunir em breve para discutir o que chamou de “relação complexa com a Turquia”.

*Com informações do Estadão Conteúdo