Unesco: 80% dos estudantes do mundo estão sem aula devido ao coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 24/03/2020 12h22
EFEO número de pessoas afetadas pelo fechamento de escolas e universidades em 138 países quadruplicou

Um total de 1,37 bilhão de estudantes no mundo — equivalente a 80% — não estão frequentando as salas de aulas devido à pandemia do novo coronavírus, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

A Unesco explicou nesta terça-feira (24) que, nos últimos dez dias, o número de pessoas afetadas pelo fechamento de escolas e universidades em 138 países quadruplicou. Ela deseja que os países troquem ideias para facilitar o ensino a distância durante o período de confinamento.

A diretora-geral da Unesco, Audrey Azoulay, que ontem comandou uma reunião virtual com ministros da Educação de diversos países, anunciou a criação de uma coalizão global de educação para a crise causada pela Covid-19.

O objetivo é mobilizar especialistas para fortalecer o apoio às escolas e oferecer soluções educacionais a nível nacional, no momento em que 60,3 milhões de professores estão privados do seu direito de ensinar.

Além de implementar medidas de ensino a distância, a Unesco também considera prioritário oferecer apoio emocional aos professores e famílias.

“Não podemos substituir a presença de professores e as relações pedagógicas, mas não há opção e devemos fazer todo o possível para apoiar os diretores de escolas, professores, pais e alunos, garantindo sua segurança”, afirmou a ministra da Educação da Itália, Lucia Azzolina.

Na reunião, a ministra italiana se referiu ao uso das redes sociais para manter vivas as relações entre professores e alunos, para que eles não percam a motivação.

Juntamente com a da Itália, os ministros da Educação da Costa Rica, Peru, México, França, Egito, Irã, Japão, Croácia, Nigéria e Senegal são membros do grupo criado expressamente para lidar com essas questões e compartilharam algumas iniciativas.

*Com informações da EFE