União Europeia inicia campanha de vacinação contra Covid-19 neste domingo

Na maioria dos países, as primeiras pessoas a receberem uma dose do imunizante foram os idosos, mas algumas nações preferiram proteger primeiro os profissionais da saúde

  • Por Jovem Pan
  • 27/12/2020 13h03
EFE/Pepe Zamora POOLAraceli, uma idosa de 96 anos que vive em um asilo em Guadalajara, foi a primeira a receber a vacina na Espanha

A União Europeia iniciou a sua campanha de vacinação contra a Covid-19 de forma simbólica neste domingo, 27, quando foram imunizados alguns idosos, profissionais da saúde e políticos com a vacina desenvolvida pela Pfizer em parceria com a BioNTech. A Itália, país com o maior número de mortes pelo novo coronavírus na Europa, administrou suas três primeiras doses em funcionários do hospital Lazzaro Spallanzani, em Roma. “Passaram-se apenas 11 meses e parece que foi uma vida inteira quando os dois primeiros pacientes com Covid-19 chegaram ao hospital. Mas agora é a hora de ter esperança e é importante que as pessoas acreditem nisso e entendam a importância de manter os confinamentos” disse Giuseppe Ippolito, diretor científico do instituto.

Na Espanha, a primeira pessoa a ser vacinada foi Araceli, uma idosa de 96 anos que vive em um asilo em Guadalajara. “Vamos ver se todos nos comportamos bem e fazemos com que o vírus desapareça”, disse a senhora, assegurando que não sentiu coceira ou desconforto quando o imunizante foi administrado. Na França, a pioneira foi Mauricette, uma empregada doméstica de 78 anos. Na Áustria, a escolhida foi uma mulher de 84 anos, que expressou o seu desejo de ver “filhos, netos e bisnetos novamente sem problemas”. Na Suécia, a primeira dose foi injetada em uma mulher de 91 anos, que reside em um asilo da pequena cidade de Mjölby, enquanto na Dinamarca, um homem de 79 anos, de um lar de idosos em Odense, recebeu a injeção com um comentário bem-humorado: “Espero que funcione”. Por outro lado, na Polônia, na Grécia e na Romênia, as primeiras pessoa a receber o imunizante da Pfizer e da BioNTech foram enfermeiras.

Os políticos também estão entre vacinados contra a Covid-19 na União Europeia. Na República Tcheca, o primeiro-ministro Andrej Babis foi um dos primeiros a receber a vacina, que ele descreveu como “uma esperança de voltar à vida normal”. A presidente da Eslováquia, Zuzana Caputova, também recebeu a sua primeira dose na capital Bratislava. Na Bulgária, o ministro da Saúde, Kostadin Angelov, e o Bispo Ortodoxo Tikhon foram os primeiros cidadãos do país a serem imunizados. A Bélgica começará sua campanha de vacinação na segunda-feira, 28, assim como Luxemburgo, enquanto a Holanda só dará início à campanha no dia 4 de janeiro.

*Com informações da EFE