Vacina da Pfizer contra novo coronavírus será testada em milhares de pessoas

  • Por Jovem Pan
  • 13/05/2020 08h08
EFE/EPA/RUNGROJ YONGRITVacina experimental da Pfizer terá testagem abrangente

O CEO da gigante farmacêutica Pfizer, Albert Bourla, afirmou que a empresa pretende expandir os testes da sua vacina experimental contra o novo coronavírus para milhares de pacientes até setembro.

A companhia, que atua ao lado da alemã BioNTech, começou a testagem do composto BNT162 nos primeiros humanos nos Estados Unidos na semana passada. Este teste clínico deverá usar ao menos 360 pacientes.

A Pfizer, atualmente, trabalha em quatro variações de vacina, segundo Bourla, em encontro virtual da emissora CNBC. “Estamos coletando dados neste momento, em tempo real, e monitoramos a segurança das doses.” Os primeiros resultados deverão ser conhecidos em junho ou julho.

Se uma das vacinas indicar sucesso, a empresa vai aumentar os testes, e, em setembro, ampliará o estudo com milhares de pacientes para comprovar a eficácia. “Se tudo der certo, e achamos que o produto é seguro e eficaz, e as agências reguladoras aprovarem, nós deveremos ter milhões de doses já em outubro”, completou.

O plano é que centenas de milhões de doses serão produzidas em 2021.

Ainda não há tratamentos comprovadamente eficazes contra a covid-19, mas cientistas ao redor do mundo correm contra o tempo para produzir uma vacina.