Venezuela anuncia fechamento de fronteira até segunda-feira devido a eleições

  • Por Agência EFE
  • 18/05/2018 16h41
EFE/CRISTIAN HERNÁNDEZAtual presidente, Nicolás Maduro buscará a reeleição em um pleito contestado pela comunidade internacional e pela oposição local

O ministro de Defesa da Venezuela, Vladimir Padrinho, anunciou nesta sexta-feira (18) que as fronteiras do país permanecerão fechadas de hoje até segunda-feira por causa das eleições presidenciais que serão realizadas no domingo.

Segundo o ministro, o objetivo da medida é ampliar a segurança do eleitorado e do pleito durante o período de votação. As fronteiras serão fechadas às 21h locais de hoje (22h em Brasília) e só serão abertas às 6h locais de segunda-feira (7h em Brasília).

O ministro do Interior e Justiça, Néstor Reverol, informou que também serão proibidas a venda e distribuição de bebidas alcóolicas, assim como o porte de armas de fogo durante o período.

Além disso, estão proibidas reuniões, manifestações públicas ou concentrações de pessoas de qualquer tipo que possam afetar o normal desenvolvimento do processo eleitoral na Venezuela.

O atual presidente do país, Nicolás Maduro, buscará a reeleição em um pleito contestado pela comunidade internacional e pela oposição local. A principal coalizão contrária ao chavismo, a Mesa da Unidade Democrática, decidiu não participar da eleição e pediu que a população boicote a votação do domingo.