Vídeo: Homem morre afogado ao fazer pedido de casamento debaixo d’água

Segundo a esposa, “ele não voltou mais das profundezas”

  • Por Jovem Pan
  • 21/09/2019 20h08
ReproduçãoCasal estava hospedado em uma cabana submersa no hotel Manta Resort, na Tanzânia

O norte-americano Steven Weber se afogou após fazer um pedido de casamento para a namorada, Kenesha Antoine, debaixo d’água, em uma cabana submersa do hotel Manta Resort, onde o casal estava hospedado perto da ilha de Pemba, na Tanzânia.

Um vídeo publicado nas redes sociais de Antoine mostra o momento em que Weber faz o pedido. Ele mergulha usando apenas uma máscara e segura um bilhete dentro de um saco plástico contra a janela de vidro da cabine, onde está escrito: “Não consigo segurar o fôlego o suficiente para contar tudo o que amo em você. Mas… tudo o que amo em você, amo mais todos os dias! Você seria minha esposa?”.

Depois, o homem tira do bolso uma caixa com um anel de noivado e, logo em seguida, começa a nadar novamente para a superfície. Segundo a esposa, “ele não voltou mais das profundezas”.

O Manta Resort informou que Weber “se afogou tragicamente enquanto mergulhava sozinho fora da cabine subaquática”.

Pedido

Na publicação feita na sua página no Facebook, Antoine disse que “não há palavras adequadas para honrar a bela alma que Steve era”. “Você nunca emergiu das profundezas, então você nunca conseguiu ouvir minha resposta: ‘Sim! Sim! Milhões de vezes, sim, eu caso com você!’ Nós nunca conseguiremos celebrar o início do resto das nossas vidas juntos, e os melhores dias delas acabaram virando os piores, na mais cruel reviravolta do destino”, escreveu.

“Eu vou tentar me consolar com o fato de que aproveitamos uma das mais incríveis experiências nesses últimos dias, e que nós dois estávamos tão felizes e bobos de emoção nos nossos últimos dias juntos”, continuou.

Ela contou, ainda, que alguns dias antes de morrer, Weber falou  que havia visto alguns pacientes com câncer na viagem, e que percebeu que estar naquele lugar era uma experiência que as pessoas queriam fazer antes de morrer. “E aqui estamos no auge de nossas vidas fazendo isso. Nós somos tão abençoados”.

O Departamento de Estado dos EUA disse que está ciente da morte de um cidadão dos EUA na Tanzânia, no leste da África. “Oferecemos nossas sinceras condolências à família pela perda”, afirmou um porta-voz. “Estamos prontos para fornecer toda a assistência consular apropriada.”

Assista ao vídeo:

  • Tags: