Museu polonês relata roubo de oito sapatos de judeus vítimas do Holocausto

  • Por Agencia EFE
  • 26/11/2014 09h10

Varsóvia, 26 nov (EFE).- As autoridades polonesas informaram sobre o roubo de oito sapatos que pertenceram a judeus vítimas do Holocausto, que estavam expostos em uma das salas do museu do antigo campo de concentração de Majdanek (leste da Polônia), onde durante a Segunda Guerra Mudnial foram assassinadas milhares de pessoas.

Os sapatos roubados faziam parte de uma mostra de 56 mil sapatos pertencentes aos prisioneiros que estiveram no campo, segundo publicaram nesta quarta-feira os meios de comunicação locais.

A polícia polonesa acredita que o roubo pode ter ocorrido entre os dias 18 e 20 de novembro, quando um dos funcionários descobriu que tinha sido cortada uma parte do arame onde os sapatos estavam apoiados.

O número de assassinados no campo de concentração de Majdanek, que funcionou entre 1941 e 1944, oscilam entre 200 mil e 400 mil pessoas. EFE