Nas despedidas, a esperança de Dilma diante da mudança de Aécio!

  • Por Portal Jovem Pan
  • 25/10/2014 00h05

E os eleitores indecisos voltaram a perguntar aos dois candidatos postulantes à presidência da república. 

A primeira perguntar foi a carioca, Elisabete, que indagou sobre o saneamento básico a candidata Dilma Rousseff. 

A petista afirmou que vai melhorar a parceria com os municípios, porque acredita que seja um caso de saúde pública. 

Aécio em sua réplica disse que não vai tercerizar as responsabilidades do Governo Federal.

Rousseff lembrou que seria inconstitucional a atitude do oponente, pois seria uma intromissão federal nas cidades.

O também carioca, Adriano, modelo de 18 anos, contou que a segurança pública era o que mais o preocupava. 

O tucano respondeu que a segurança pública era uma das suas maiores preocupações e que suas propostas baseavam-se na criação de casas de saúde para tratar os drogados e que as fronteiras brasileiras estavam desguarnecidas. 

A atual presidenta falou das atuais ações do Governo Federal. 

A soteropolitana Vera Lúcia confessou que a incomodava era o problema de seus alunos, já que era professora: as drogas. 

Dilma respondeu que seriam duas as soluções: tratamento e prevenção. 

O ex-governador de Minas Gerais apresentou seu programa de investimento nos alunos de ensino médio. 

A cearense Elsabete Maria, de Fortaleza, falou sobre o desemprego e a qualificação. 

“Sem crescimento, não há como melhorar” , o tucano demonstrou varias ideias para o setor.

A petista pediu a fortalezense verificar as possibilidade de cursos, para se readequar ao mercado. 

Nas despedidas, Dilma Rousseff, demonstrou ser a candidata da paz e do amor. E crê na esperança, na união e no crescimento do Brasil. 

Aécio Neves, em sua última fala, diz não ser mais o candidato de um partido e sim, o homem da mudança e que vai honrar a memória do avô.