Naufrágio na Coreia do Sul tem 2 mortes enquanto prossegue o resgate

  • Por Agencia EFE
  • 16/04/2014 03h44

(Atualiza o número de mortos, passageiros e acrescenta informações).

Seul, 16 abr (EFE).- Um navio que transportava 477 passageiros, a maioria estudantes, afundou nesta quarta-feira no litoral sudeste da Coreia do Sul, o que causou duas mortes até o momento, enquanto pelo menos 109 pessoas ainda esperam pelo resgate, segundo novas informações oficiais.

Quase três horas depois que a embarcação começou a afundar por uma aparente colisão, a mesma ficou inclinada, submergiu em quase sua totalidade e foi rodeada por helicópteros e lanchas de resgate, de acordo com imagens exibidas pela emissora sul-coreana “YTN”.

A Guarda Costeira da Coreia do Sul confirmou que dois corpos foram encontrados, o primeiro de uma mulher de 27 anos que fazia parte da tripulação e o segundo de um homem não identificado com entre 20 e 30 anos que teria morrido no hospital.

Por enquanto, sabe-se que foram resgatados pelo menos 368 passageiros, anunciou o Ministério de Segurança e Administração Pública às 13h10 locais (1h10 de Brasília) e não há informações sobre o estado dos restantes.

Além disso, as autoridades relataram que 13 pessoas ficaram feridas até o momento.

Um total de 324 passageiros do navio, que afundou a cerca de 20 quilômetros da ilha de Byeongpyung, no litoral sudoeste do país, são estudantes de bacharelado que realizavam uma excursão para a ilha de Jeju.

A Guarda Costeira revelou que a maioria dos estudantes foram resgatados, segundo a agência local “Yonhap”.

A embarcação, que cobria o trajeto entre Incheon e a ilha de Jeju, emitiu um sinal de socorro aproximadamente às 9h locais (21h de Brasília da terça-feira).

Cerca de uma hora e meia depois as autoridades pediram calma ao anunciar que todos os passageiros seriam resgatados em questão horas, mas o navio acabou afundando mais rápido que o esperado.

Mais de 20 navios e 11 helicópteros da Guarda Costeira e das Forças Armadas da Coreia do Sul participam dos trabalhos no local, onde as condições meteorológicas não são muito desfavoráveis, com um leve nevoeiro e o mar em relativa calma.

Em relação aos motivos do acidente, a emissora pública sul-coreana “KBS” afirmou que o rompimento do casco da embarcação pode ter acontecido após um choque com um recife submarino.

De acordo com os primeiros relatos dos passageiros, foi possível ouvir um forte barulho antes que o navio começasse a afundar.

A embarcação “Sewol” de 6,8 mil toneladas partiu às 21h locais de terça-feira (9h de Brasília) do porto de Incheon com destino à ilha de Jeju, conhecida como um dos principais destinos turísticos da Coreia do Sul. EFE

aaf/rpr