Navio russo que ficou preso na Antártida chega à Nova Zelândia

  • Por Agencia EFE
  • 14/01/2014 04h05

Sydney (Austrália), 14 jan (EFE).- O navio russo Akademik Shokalskiy, que ficou preso durante duas semanas na calota de gelo da Antártida com 74 pessoas a bordo, chegou nesta terça-feira ao porto de Bluff, no extremo meridional da Nova Zelândia, informou a imprensa local.

Após sua chegada, as autoridades neozelandesas realizaram uma inspeção de rotina relacionada com a biossegurança para garantir que a embarcação não está contaminada, segundo a emissora “NewstalkZB”.

O navio russo ficou encalhado na véspera do Natal com 52 passageiros, entre eles vários cientistas australianos, neozelandeses e três latino-americanos, que devem chegar à ilha australiana da Tasmânia na próxima semana.

Os 52 passageiros foram resgatados no dia 2 de janeiro com ajuda de um helicóptero do navio quebra-gelo chinês Xue Long, que os transportou à embarcação australiana Aurora Australis em uma operação de resgate complexa que passou por várias complicações devido às condições meteorológicas.

Logo depois, o navio chinês também ficou preso no gelo antártico, assim como o navio russo, o que levou a Austrália a pedir ajuda a outro navio quebra-gelo americano, até que no dia 7 de janeiro o Xue Long conseguiu abrir caminho e continuar a navegação. EFE