Nazarbayev analisa os últimos 20 anos sob a Constituição cazaque

  • Por Agencia EFE
  • 28/08/2015 19h20

Astana, 28 Ago (EFE).- Faltando dois dias para o 20º aniversário da Constituição do Cazaquistão, o presidente do país, Nursultan Nazarbayev, assinalou que a estabilidade sustentável não pode acontecer sem o progresso econômico nem o bem-estar das pessoas.

“Se nossa proposta de criar um Estado fosse apressada, com temas politicamente abstratos, sem dúvida poderíamos ter fracassado; e o preço desse fracasso seria catastrófico”, disse Nazarbayev em uma conferência dedicada ao 20º aniversário da Constituição cazaque.

“Após a experiência de muitos países que recentemente se tornaram independentes, em alguns casos de maneira triste, sabemos que a criação de um Estado é uma grande responsabilidade, complicada, que requer muito tempo, e em alguns casos, o processo pode ser doloroso”, afirmou o líder cazaque.

Segundo o presidente, o Cazaquistão percorreu um longo caminho desde que a Constituição da República foi aprovada por referendo em 1995.

“A criação de uma nação não pode ser realizada com base em um calendário estrito com planos utópicos. A estabilidade sustentável não pode acontecer sem o progresso econômico nem o bem-estar das pessoas, e sem estabilidade, o sucesso seria nulo”, acrescentou.

A conferência realizada por causa do aniversário da Constituição contou com a presença de membros do Governo cazaque, presidente e membros do Parlamento, presidente e membros do Conselho Constitucional, delegações das organizações internacionais, tribunais, promotores e instituições de Direitos Humanos de 28 países. EFE