Nevascas causam desabastecimento e preços disparam nos supermercados do Japão

  • Por Agencia EFE
  • 18/02/2014 00h22

Tóquio, 18 fev (EFE).- As fortes nevascas que atingiram o Japão no último fim de semana estão afetando a distribuição de alimentos e muitos supermercados continuam nesta terça-feira com problemas de abastecimento e os preços de alguns produtos dispararam.

Por causa da enorme quantidade de neve que caiu, sobretudo no centro do país, estradas e rodovias continuam interditadas hoje, o que está afetando de forma considerável o transporte de mercadorias.

Os supermercados em Tóquio estão com as prateleiras vazias e na Prefeitura de Yamanashi, no centro do país, uma das mais afetadas pelas nevascas, a maioria das lojas estão com seus estoques praticamente vazios depois de vários dias sem poder repor seus produtos.

Com isso, a Seven&i – proprietária de vários supermercados – resolveu abastecer seus estabelecimentos afetados com helicópteros, informou hoje o jornal “Nikkei”.

No total, quatro aeronaves levarão hoje cerca 20 mil pacotes de macarrão instantâneo, pão, verduras e leite para seus estabelecimentos nas Prefeituras de Yamanashi e Nagano.

O preço das verduras está subindo consideravelmente devido aos problemas de distribuição nas províncias produtoras atingidas pelas nevascas.

Na rede de supermercados Akidai, em Tóquio, o preço do nabo, muito popular no Japão, dobrou desde a semana passada, enquanto outros legumes subiram 40%.

Por outro lado, na Prefeitura de Tochigi, no centro do país, os prejuízos pelos danos sofridos nas estufas de morango e tomate chegam a 1,7 trilhões de ienes (US$ 16,6 milhões), segundo o “Nikkei”.

A magnitude desta segunda onda de nevascas em uma semana causou a morte de 19 pessoas em oito províncias do Japão, sobretudo por acidentes de trânsito e pelo colapso de telhados, de acordo com informações dos serviços de emergência. EFE