Nível do Rio Acre chega a 18,18m e deixa mais de 7 mil em alojamentos

  • Por Agência Brasil
  • 03/03/2015 19h29
Consequências da cheia na capital Rio BrancoCheia do Rio Acre atinge Brasiléia

A cheia do Rio Acre levou 7.444 pessoas da capital acriana, Rio Branco, para os 29 abrigos disponíveis no município. De acordo com o último balanço do governo do estadoe, o nível do rio chegou aos históricos 18,18 metros (m), segundo medição feita às 15h de hoje (3). Ao todo, mais de 70 mil pessoas de 40 bairros da capital foram afetadas, de alguma forma, pela cheia. 

O Ministério da Integração Nacional autorizou, nesta terça-feira, a transferência de R$ 2,5 milhões para execução de ações de socorro e assistência em Rio Branco.

O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, chegou à capital acriana por volta das 15h (horário local) para sua segunda visita ao estado em razão da cheia. A programação de hoje inclui visita a um abrigo e, em seguida, uma reunião com o governador do estado, Tião Viana, e uma equipe técnica para a avaliação da situação.

Amanhã (4) o ministro ainda cumpre agenda no estado e na quinta-feira (5) parte para o município de Eirunepé, no Amazonas, onde se encontrará com o governador José Melo, para conversar também sobre as cheias na região.

Na semana passada, Rio Branco e mais quatro municípios acrianos (Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri) tiveram situação de emergência reconhecida pela Defesa Civil Nacional em razão de inundações causadas pelas chuvas no estado.

Segundo a assessoria de imprensa do governo estadual, as águas já estão baixando, e agora é necessário reorganizar o ambiente para os moradores, que já estão voltando para casa.