“No segundo chacoalhão o tubarão arrancou meu braço”, conta turista em Recife

  • Por Jovem Pan
  • 24/12/2015 09h03
*FOTO EMBARGADA PARA O ESTADO DE PERNAMBUCO* RECIFE, PE - 23.12.2015: TURISTA-PE - O turista paranaense Márcio de Castro Palma, de 32 anos, que foi mordido por um tubarão na baía do Sueste, em Fernando de Noronha, concede entrevista coletiva em hospital onde permanece internado, nesta quarta-feira, no Recife. (Foto: Diego Nigro/JC Imagem/Folhapress)O turista paranaense Márcio de Castro Palma

Turista paranaense que teve braço arrançado por tubarão deverá ficar internado por mais 10 dias em Recife. O contador Márcio de Castro Palma da Silva concedeu uma entrevista coletiva nesta quarta-feira em um hospital na região central da capital pernambucana.

Demonstrando otimismo, ele afirma que pretende utilizar uma prótese no braço. Márcio foi atacado por um tubarão na última segunda-feira na Baía do Sueste, em Fernando de Noronha.

Ele nadava em uma parte da ilha em que a profundidade não ultrapassa os dois metros de altura. O turista relata os momento de pânico vividos ao lado da esposa no início da semana.

“Ele pegou no meu braço e me chacoalhou bem forte. No segundo chacoalhão ele já arrancou o antebraço”, diz. “Comecei a avisar a minha esposa para ela sair da água e tentei segurar o braço o mais alto possível para tentar conter um pouco o sangramento”.

O local onde houve o ataque permanece fechado para o banho de turistas, seguindo a fiscalização do Instituto Chico Mendes. Márcio de Castro precisará passar por mais uma cirurgia e deve ficar internado por um prazo que vai de sete a 10 dias.

A Baía Sueste pertence ao mar “de fora” da ilha, de águas calmas e tranquilas. É muito comum a presença de filhotes de tubarão limão (Nayara Felipe/ Wikimedia Commons)

Com informações de Anderson Costa