Nobel da Paz, Desmond Tutu sai do hospital após 17 dias internado

  • Por Agencia EFE
  • 04/09/2015 17h00

Johanesburgo, 4 set (EFE).- O prêmio nobel da Paz sul-africano Desmond Tutu saiu nesta sexta-feira do hospital de Cidade de Cabo, onde estava internado há 17 dias por causa de uma infecção, informou a Fundação que leva seu nome.

Através de sua filha, Mpho Tutu, o arcebispo emérito da Cidade do Cabo agradeceu os cuidados recebidos pela equipe do hospital e aos médicos, além de as mensagens de apoio, as orações e os bons desejos que chegaram de todas as partes do mundo.

“Foram tão importantes como o atendimento médico para ajudar o arcebispo a se recuperar”, explicou sua filha, em referência a estas demonstrações de carinho.

Tutu recebeu na quinta-feira a visita do ex-presidente sul-africano Frederik de Klerk, artífice junto com seu sucessor, Nelson Mandela, de uma transição pacífica à democracia, que também teve uma contribuição decisiva do líder religioso anglicano.

Durante sua estadia no hospital, o arcebispo, de 83 anos, fez exercício físicos e passou mais tempo sentado em uma cadeira do que na cama, explicou a Fundação.

Tutu foi hospitalizado várias vezes nos últimos meses para receber um tratamento intensivo de antibióticos devido a uma infecção recorrente.

As últimas hospitalizações do carismático ativista não estiveram relacionadas com o câncer de próstata, doença contra a qual luta há mais de 15 anos.

Desmond Tutu recebeu em 1984 o prêmio Nobel da Paz por sua aberta oposição desde os púlpitos ao regime segregacionista do apartheid.

Após a queda do sistema supremacista em 1994, Tutu participou de várias campanhas a favor dos direitos humanos, e denunciou sem descanso regimes ditatoriais de todo sinal ideológico.

Nos últimos anos, criticou duramente a corrupção e o rumo político do governo sul-africano, dirigido pelo partido Congresso Nacional Africano (CNA), que um dia foi seu aliado na luta pela liberdade do país. EFE