Nova adutora da Sabesp abastecerá zona sul de SP para aliviar Cantareira

  • Por Agência Brasil
  • 13/04/2015 20h29

Reserva Jaguari-JacareíCantareira

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) começará a usar uma nova adutora [tubulação de grande porte], que levará água do Sistema Rio Grande para abastecer a zona sul da capital paulista. O objetivo é diminuir o uso do Sistema Cantareira, um dos principais mananciais de abastecimento de água da região metropolitana de São Paulo e que enfrenta uma grave crise

Criado em 1958, o Sistema Rio Grande abastece os moradores do Grande ABC. Até 2013, ele servia às cidades de São Bernardo, Diadema e uma pequena parte de Santo André. No ano passado, o Rio Grande começou a abastecer mais bairros de Santo André e agora passará também a atender à população da zona sul paulistana.

A adutora tem 2,1 km de extensão e, segundo a companhia, liga o Parque Real, em Diadema (SP), à região de Pedreira, em São Paulo. Os bairros que passarão a ser abastecidos pelo Sistema Rio Grande são Balneário São Francisco, Cidade Júlia, Eldorado, Jardim Apurá, Jardim Guacuri, Jardim Rubilene, Jardim Selma e Pedreira. Segundo a Sabesp, o investimento chegou a R$ 7,6 milhões.

Aproximadamente 250 mil pessoas desses bairros, antes abastecidos pelo Sistema Guarapiranga, serão agora atendidas pelo Rio Grande. A “sobra” da água do Sistema Guarapiranga passará a abastecer bairros da capital atendidos pelo Cantareira. Entre os bairros que poderão ser abastecidos tanto pelo Guarapiranga [o principal deles] quanto pelo Cantareira, estão o Ipiranga e Pinheiros e também parte da cidade de Osasco (SP).