Novo ataque de grupo com facas deixa pelo menos um morto na China

  • Por Agencia EFE
  • 14/03/2014 02h05

Pequim, 14 mar (EFE).- Pelo menos uma pessoa morreu e várias outras ficaram feridas nesta sexta-feira depois que um grupo atacou e esfaqueou, indiscriminadamente, alguns indivíduos na cidade de Changsha, a capital da província central de Hunan, duas semanas após um ataque semelhante que deixou 29 mortos no sul do país.

O incidente de hoje ocorreu no começo da manhã em um mercado de Changsha, segundo a agência oficial “Xinhua”, que informou que a polícia atirou contra um dos suspeitos e prendeu outro no local do crime, enquanto outros três escaparam.

Por enquanto, não foram divulgadas as identidades dos suspeitos pelo ataque.

Nas fotos distribuídas pela “Xinhua” e em outras que circulam pela internet é possível ver um homem algemado e dois corpos ensanguentados caídos no chão.

Esse ataque acontece duas semanas depois do massacre ocorrido em Kunming, no qual morreram 29 pessoas e outras 130 ficaram feridas após serem agredidas por um grupo que também estava armado com facas.

Naquela ocasião, o governo chinês considerou o massacre um ato terrorista que foi atribuído a grupos separatistas da região de Xinjiang, no noroeste do país. EFE