Novo presidente da Eletrobras toma posse nesta quinta

  • Por Estadão Conteúdo
  • 22/07/2016 09h17
Sede da Eletrobras, no Rio de Janeiro. 20/08/2014 REUTERS/Pilar OlivaresSede da Eletrobras

Esta sexta-feira, 22, deve marcar o início de um novo momento histórico para a Eletrobras. Acionistas da companhia vão se reunir para definir a nova composição do conselho da estatal e decidirão sobre a renovação das concessões das distribuidoras do grupo para uma posterior venda ou para devolução dessas concessões à União. A data marcará ainda a posse do novo presidente, Wilson Ferreira Jr., ex diretor-presidente da CPFL.

Para compor o conselho de administração há nomes como o do consultor Vicente Falconi, membro do conselho da Ambev e que participou do Comitê de Gestão da Crise de Energia Elétrica durante o racionamento de energia de 2001. Outro nome citado é o do consultor José Luiz Alquéres, que já presidiu a Light, a Alstom e a própria Eletrobras (no governo Itamar Franco). Ele esteve ainda no conselho da estatal em 2012, quando se desligou por discordar da posição da companhia de aceitação das condições impostas pela Medida Provisória 579 sobre a renovação das concessões. A renovação das concessões pelos critérios estabelecidos por essa lei afetou o balanço da estatal e é causa de parte significativa dos prejuízos acumulados pela empresa: mais de R$ 30 bilhões entre 2012 e 2015.

Fala-se, ainda, na economista Elena Landau para compor o conselho. Ela teve participação ativa no programa nacional de desestatização do governo de Fernando Henrique Cardoso e recentemente defendeu as privatizações como forma de aumentar a eficiência e a competitividade do País.