Número de refugiados aumenta 40% no Brasil em 2014

  • Por Jovem Pan
  • 19/06/2015 13h37
Grupo de refugiados palestinos chega ao Brasil

Número de refugiados no mundo chegou a sessenta milhões em 2014, um aumento de 40% em três anos. De acordo com a ONU, a elevação é explicada pelos conflitos e a violência que forçam os deslocamentos, a maioria de crianças. A Síria aparece como a principal nação de origem, e a Turquia é a que mais abriga as pessoas em fuga.

O porta-voz das Nações Unidas para refugiados no Brasil, Luis Godinho, ressalta a Thiago Uberreich que o país também sente os efeitos do aumento. “Nos últimos cinco anos pelo menos 15 conflitos iniciados ou retomados em todo o mundo, mas, de qualquer maneira, o Brasil tem recebido cada vez mais solicitantes de refúgio, em 2014 fechamos com 12 mil solicitantes e 8 mil refugiados reconhecidos”, apresenta. De acordo Godinho, a comunidade internacional é incapaz de enfrentar o problema.

O presidente do Instituto de Reintegração de Refugiados no Brasil, Marcelo Haydu, explica que os haitianos não se enquadram nessa classificação. “Refugiado é aquela pessoa que teve que sair de seu país de origem por estar sendo perseguida por conta de sua raça, religião, nacionalidade, posição política ou por pertencer a determinado grupo social”, explica.

A quantidade de 60 milhões de refugiados no mundo equivale ao número de mortos na Segunda Guerra Mundial.