Número de sindicalizados no Japão atinge seu mínimo histórico

  • Por Agencia EFE
  • 05/01/2014 23h59

Tóquio, 6 jan (EFE).- O número de trabalhadores filiados a algum sindicato atingiu no Japão seu mínimo histórico em 2013, apenas 17,7%, segundo um relatório do Ministério do Trabalho divulgado nesta segunda-feira (data local) pela emissora pública “NHK”.

O documento do Governo revelou que em junho do ano passado cerca de 9,88 milhões de assalariados pertenciam a algum sindicato, o que representa 17 mil menos em relação a 2012 e o quarto ano de queda consecutivo.

Segundo o Ministério do Trabalho, o peso desta queda global recai sobre a potente indústria manufatureira, onde o número de sindicados é cada vez menor.

Por outro lado, o número de mulheres registradas em alguma confederação de trabalhadores subiu 1,5% para um total de perto de três milhões de filiadas, um terço das quais é empregada em tempo parcial.

A proporção de trabalhadores em tempo parcial dentro do total de filiados no Japão foi de 9,3%, um recorde histórico desde que este dado foi incluído no estudo em 1990. EFE