Obama anuncia primeiras “Zona Promessa” para revitalização econômica

  • Por Agencia EFE
  • 09/01/2014 18h45

Washington, 9 jan (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta quinta-feira suas primeiras cinco “Zonas Promessa” para o reativação econômica e social do país, as regiões de San Antonio , no Texas, Filadélfia , na Pensilvânia, Los Angeles, na Califórnia, o sudeste de Kentucky e Choctaw, em Oklahoma.

“Devemos garantir que esta recuperação, que é real, não deixa ninguém para trás”, afirmou Obama, um dia depois do 50º aniversário do discurso da “guerra contra a pobreza” de Lyndon B. Johnson que impulsionou grandes programas sociais no país.

Estas cinco primeiras “Zona Promessa” receberão fundos federais para tentar combater núcleos deprimidos economicamente através da parceria dos setores público e privado, a potencialização da educação, o acesso aos recursos e diversas isenções fiscais.

Em um ato na Casa Branca, em que estava acompanhado por jovens que saíram do bairro do Harlem, em Nova York e chegaram à universidade por meio de um programa semelhante, o presidente insistiu que “o futuro de uma criança não pode estar determinado pelo código postal em que mora”.

“Cada uma destas comunidades está preparada para fazer o que for precisopara mudar as probabilidades destas crianças, e ajudá-las a ter sucesso”, acrescentou Obama.

As primeiras comunidades designadas são o leste da cidade de San Antonio, no Texas; o oeste da Filadélfia, na Pensilvânia; os distritos de Los Angeles de Pico Union, Westlake, Koreatown, Hollywood e East Hollywood, na Califórnia; as Kentucky Highlands no sudeste de Kentucky; e a dos índios americanos da nação Choctaw em Oklahoma.

“Estas são comunidades aonde para muitos jovens o futuro só se estende até a esquina seguinte ou os arredores, aonde não importa o quão duro trabalhe porque seu destino parece já estar determinado antes de dar o primeiro passo”, denunciou o presidente.

A proposta, lançada por Obama em seu discurso sobre o Estado da União de 2013, contempla um total de 20 “Zona Promessa” nos próximos três anos nos EUA, nas quais se busca oferecer oportunidades econômicas a povoações tradicionalmente deprimidas econômica e socialmente. EFE