Obama e Bill Clinton se reúnem a portas fechadas com senadores democratas

  • Por Agencia EFE
  • 05/02/2014 20h02

Washington, 5 fev (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o ex Bill Clinton participaram nesta quarta-feira do encontro anual dos democratas no Senado, focado em definir a estratégia para que o partido mantenha o controle dessa câmara nas eleições legislativas de novembro.

A reunião, a portas fechadas, acontece no estádio de beisebol dos Nationals, em Washington.

Obama chegou ao estádio acompanhado, entre outros, pela diretora de Assuntos Legislativos da Casa Branca, Katie Fallon; seu chefe de gabinete, Denis ++McDonough++, e o assessor John ++Podesta++.

A Casa Branca insistiu que o evento hoje aborda assuntos políticos e da agenda legislativa, mas o certo é que o Partido Democrata já se prepara para as eleições de novembro, nas quais procura manter o controle do Senado e conseguir tirar dos republicanos a maioria na Câmara dos Representantes.

O próprio porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, admitiu hoje em sua entrevista coletiva diária que, como “chefe” do partido que é, “certamente” Obama já está pensando nessas eleições.

Mas, segundo Carney, o objetivo do encontro do presidente com os senadores democratas é, antes de tudo, ver as “formas de avançar nas prioridades” compartilhadas com o Executivo em 2014.

Nesta terça-feira Obama já se reuniu com legisladores democratas da Câmara dos Representantes, com os quais falou exatamente de algumas das metas que se propõe este ano, entre elas o aumento do salário mínimo, a reforma migratória e o fortalecimento do sistema educacional.

Na segunda-feira o presidente recebeu o líder da maioria democrata no Senado, Harry Reid, que acaba de tornar pública sua negativa ao respaldo a um projeto de lei da Casa Branca para aprovar “por via rápida” no Congresso os tratados comerciais internacionais. EFE