Obama e Trump discutem transição de poder a partir das 14h na Casa Branca

  • Por Estadão Conteúdo
  • 10/11/2016 13h04
EFE Barack Obama

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o presidente eleito, Donald Trump, se reúnem a partir das 14h (de Brasília) na Casa Branca. O encontro busca enviar um sinal aos norte-americanos e ao mundo de que a dura campanha deve agora dar espaço para uma transição suave de poder.

Trump e a mulher, Melania, chegam à Casa Branca juntos. Obama e Trump devem se reunir no Salão Oval, enquanto a atual primeira-dama, Michelle Obama, e a futura farão um tour pela Casa Branca, onde a família Trump viverá a partir do ano que vem

A reunião entre o atual e o futuro líder é uma tradução no país, mesmo após críticas de Obama ao empresário republicano. Na quarta-feira, o assessor de imprensa Josh Earnest disse que o presidente ainda acredita que Trump não é a figura adequada para sucedê-lo, mas que respeita o resultado eleitoral. Trump pode se voltar contra boa parte do legado de Obama, em questões como cuidados com a saúde, mudança climática, imigração e regulações governamentais, além de mudar bastante a política externa.

Trump, por sua vez, costumava acusar Obama de ter nascido no exterior. O atual presidente, porém, tenta deixar claro que as diferenças não devem afetar a transição.

O vice-presidente Joe Biden se reúne com o sucessor, o governador de Indiana, Mike Pence, nesta quinta-feira na Casa Branca.

Obama e Trump devem se reunir por uma hora e deve comparecer ante os repórteres depois disso.