Obama revela preocupação com Netanyahu depois de eleições em Israel

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2015 13h23

Durante discussões diplomáticas sobre a crise na UcrâniaEstados Unidos Obama

Em entrevista exclusiva ao jornal americano The Huffington Post, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que o discurso duro do primeiro ministro israelense, Benjamin Netanyahu, pode impactar os valores democráticos no país. “Indicamos que esse tipo de retórica é contrária ao que há de melhor nas tradições israelenses; que apesar de Israel ter sido fundado na terra histórica dos judeus e apesar da necessidade de haver uma terra judaica, a democracia israelense tem a premissa de que todos os cidadãos do país serão tratados de forma igualitária e justa”, contrapôs.

Obama também se posicionou a favor da criação de dois estados na região, com representação também dos palestinos. Para o presidente americano, essa seria a única solução em longo prazo para a instabilidade local. “Mas vamos continuar insistindo que, do nosso ponto de vista, o status quo é insustentável”, e acrescentou, “mesmo levando em conta a segurança de Israel, simplesmente não podemos manter o status quo para sempre, expandir as colônias, isso não é uma receita de estabilidade para a região”. 

O governo americano é aliado histórico de Israel, mas, apesar da preocupação com as declarações do premiê, não pretende colocar um fim na parceria tão cedo. “Vamos assegurar, a despeito das nossas discordâncias sobre as políticas, a continuidade da nossa cooperação militar e de inteligência para manter a população de Israel segura, e essa cooperação também ajuda a manter a segurança para a população americana.”

As informações são do site Brasil Post.