Odile se transforma em furacão e causará intensas chuvas no oeste mexicano

  • Por Agencia EFE
  • 13/09/2014 12h37

México, 13 set (EFE).- A tempestade tropical Odile se transformou na madrugada deste sábado em furacão de categoria I na escola Saffir-Simpson e causará intensas chuvas no litoral ocidental mexicano, segundo informou o Serviço Meteorológico Nacional (SMN).

Em um boletim emitido às 4h local (6h, em Brasília), informou que o furacão se encontra ao sul do litoral de Jalisco e Colima, mais concretamente a 320 quilômetros ao sul-sudoeste de Manzanillo (Colima) e a 445 km ao sul de Cabo Corrientes (Jalisco).

Odile registra ventos máximos sustentados de 120 km/ h, sequências de até 150 km/h e deslocamento lento rumo ao noroeste a uma velocidade de 7 km/h.

Sua ampla circulação favorece desenvolvimentos de nuvens que geram chuvas intensas (de 75 a 150 milímetros) nas zonas montanhosas de Guerrero, Michoacán, Colima, Jalisco e Nayari; muito fortes (de 50 a 75 mm) em Guanajuato e Querétaro e fortes (de 25 a 50 mm) no sul de Baixa Califórnia Sul e Sinaloa.

A zona de alerta por seus efeitos continua desde Manzanillo até Cabo Corrientes e é estabelecido desde La Paz no Golfo da Califórnia, até Santa Fé (Baixa Califórnia Sul).

O SMN alertou que seguirá sendo registradas ondas de até 4 metros de altura e ventos de até 60 km/h nas zonas litorâneas desses locais e por isso recomendou que os navegadores tomem precauções extremas.

Na atual temporada de ciclones no Pacífico já se formaram os furacões Amanda, Cristina, Iselle, Hernán, Julio, Karina, Marie e Norbert, assim como as tempestades tropicais Boris, Douglas, Elida, Fausto, Genevieve, Lowell e Odile.

Até agora, o único que tocou território mexicano foi Boris, no litoral do sulista estado de Chiapas. EFE