Ofensiva militar na Colômbia deixa pelo menos outros cinco combatentes mortos

  • Por Agencia EFE
  • 22/01/2014 17h46

Bogotá, 22 jan (EFE).- O Comando Geral das Forças Militares da Colômbia informou nesta quarta-feira sobre uma nova operação contra as Farc, na qual morreram pelo menos cinco guerrilheiros e outros oito foram capturados, ação que faz parte da ofensiva militar desdobrada nos últimos dias.

A operação na qual participaram o Exército, a Força Aérea e a inteligência da Polícia ocorreu nas últimas horas no município de Vista Formosa, no departamento de Meta.

Tropas da Força de Tarefa Conjunta Ômega seguem combatendo a Sétima Frente das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), cujo chefe é Miguel Botache Santillana, conhecido como “Gentil Duarte”, acrescentou a informação.

O Comando Geral das FF.MM. indicou no comunicado que darão mais informações sobre a operação quando forem conhecidos mais detalhes e disse que até o momento foram confiscados 14 fuzis, material de inteligência e equipes de comunicação.

A polícia efetuou na última semana outras duas operações, uma no domingo em Arauca, no qual morreram 14 guerrilheiros das Farc, e outra ontem em Tolima (sul), no qual perderam a vida outros sete insurgentes.

Além disso, outro suposto guerrilheiro da Frente 51 da principal guerrilha colombiana, que de acordo com o Governo conta com pelo menos 7.200 integrantes em suas fileiras, morreu hoje em um combate com a Brigada 13 do Exército na região do Sumapaz, um antigo bastião das Farc no centro da Colômbia.

De acordo com o Exército, um grupo de insurgentes se mobilizava com explosivos e minas, entre eles o guerrilheiro falecido, que aparentemente vestia um uniforme da Polícia.

O comandante da Brigada 13 do Exército, o general Jorge Humberto Jerez, afirmou aos meios locais que as Farc “tinham planejado aumentar as ações armadas na região após o fim da trégua unilateral” que terminou em 15 de janeiro e que tinha sido declarada pela guerrilha durante o Natal. EFE