Oito funcionários de ferrovias são suspensos após acidente no Paquistão

  • Por Agencia EFE
  • 26/07/2015 05h39

Islamabad, 26 jul (EFE).- Oito responsáveis da companhia estatal Ferrovias do Paquistão, incluindo o chefe de Controle de Lahore, foram suspensos após o acidente que no dia 2 de julho deixou 18 mortos, quando um trem militar especial caiu de uma ponte devido ao excesso de velocidade.

O chefe de Controle de Lahore, seus dois assistentes e outros cinco funcionários da companhia foram suspensos ontem por sua responsabilidade “direta ou indireta” no acidente, informou a companhia através de um comunicado divulgado hoje na imprensa local.

Segundo o comunicado, foi iniciado um processo disciplinar contra os funcionários suspensos após o inquérito da investigação, elaborado por uma comissão conjunta da própria companhia e do Exército paquistanês.

De acordo com a investigação o acidente aconteceu porque o trem circulava a mais do dobro da velocidade permitida, de 30 km/h no momento do acidente.

A investigação descartou completamente a possibilidade de um ataque insurgente. EFE