OMC assina acordo para eliminar tarifas de produtos de alta tecnologia

  • Por EFE
  • 24/07/2015 13h08
dólar

A Organização Mundial do Comércio (OMC) alcançou nesta sexta-feira (24) um acordo entre 50 países que eliminarão totalmente as tarifas de até 200 produtos de alta tecnologia por um valor de mais de US$ 1 trilhão.

É a primeira vez neste século que é fechado um acordo para cortar tarifas, e embora tenha sido assinado por apenas um terço dos 162 membros da OMC, estes representam as principais economias do mundo, incluída a União Europeia, os Estados Unidos e a China.

Além disso, os países que participam deste acordo são responsáveis por 97% do comércio mundial de produtos de alta tecnologia.

O Brasil está fora da lista de países que assinaram o tratado. Na América Latina Peru e Colômbia são signatários.

O comércio de alta tecnologia é comparável ao volume de comércio mundial anuais de ferro, aço e têxteis juntos, ou ao de automóveis.

O pacto selado atualiza o Acordo sobre Tecnologia da Informação (ITA) assinado em 1997, e implicará cortes em tarifas que chegam a mais de US$ 1 trilhão.

Os 200 produtos vão de videogames a equipamento médico, como equipamentos de ressonância magnética, passando por cartuchos de impressoras e dispositivos GPS.

As negociações começaram em 2012.

“Eliminar as tarifas ao comércio nesta magnitude terá um grande impacto. Ajudará a reduzir preços, a criar postos de trabalho e a impulsionar o PIB mundial”, assinalou Roberto Azevêdo, diretor-geral da OMC, em comunicado.

Os 54 países que assinaram o acordo terão agora quatro meses para negociar os detalhes e apresentar sua implementação na conferência ministerial de Nairóbi, marcada para dezembro.

A maioria das tarifas será eliminada durante os três próximos anos, a partir de 2016.