OMS confirma 5 mortes em primeiro surto de ebola em Serra Leoa

  • Por Agencia EFE
  • 26/05/2014 12h54

Nairóbi, 26 mai (EFE).- A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou nesta segunda-feira a morte de cinco pessoas no primeiro surto de ebola em Serra Leoa, país fronteiriço com Guiné, onde dezenas de mortes relacionadas à doença foram registradas.

“A informação preliminar que recebemos no terreno indica que há um caso confirmado pelo laboratório e que cinco mortes foram registradas na comunidade”, informou o escritório regional da OMS, com sede em Brazzaville, capital da República do Congo.

A OMS e as autoridades nacionais já criaram um grupo de trabalho para analisar esta situação de emergência e estabelecer as medidas de prevenção necessárias.

Além disso, segundo a organização, uma equipe de especialistas realizará pesquisas epidemiológicas no terreno como parte deste plano de resposta ao surto da doença.

Trata-se da primeira confirmação de surto de ebola em Serra Leoa, já que, no início do mês de abril, a OMS desmentiu a existência de casos suspeitos deste vírus no país.

No entanto, a agência da ONU reconheceu que todas as pessoas que tiveram contato com doentes em Guiné estavam sendo acompanhadas para descobrir se as mesmas foram contagiadas ou não.

Até o último dia 9 de abril, segundo a OMS, foram registrados 157 casos em Guiné – onde o surto começou e 22 de março -, dos quais 101 doentes morreram e 66 puderam ser confirmados por provas de laboratório.

O vírus ebola, que foi detectado pela primeira vez em 1976 no Zaire (atual República Democrática do Congo) e Sudão, é transmitida através do contato direto com sangue, fluidos e tecidos corporais das pessoas ou animais infectados. EFE