Onde guardar R$200 por mês, se não for na poupança?

  • Por Jovem Pan
  • 04/09/2014 19h39

Pergunta da ouvinte Milla Átila: “Oi, pessoal, tenho uns três mil aplicados na poupança, pago aluguel, tenho orçamento apertado. Sei que dá pra ganhar mais em outras aplicações. Mas a diferença parece muito pequena. Denise, você não acha isso? Tenho preguiça de ficar procurando outra aplicação, para ganhar 30, 50 reais no ano…. Quando sobra aplico 100… 200 reais e vou deixando…. beijo pra todos.

Denise Campos de Toledo: É importante as pessoas conhecerem outras opções de investimento, a não ser que ela acha que vai ganhar isso a vida inteira.

No momento em que ela ganhar um pouquinho mais e tiver mais para aplicar, pode fazer uma opção melhor. De vez em quando ela aplica R$200. Uma opção é começar a aplicar no título do Governo, do Tesouro.

Dá para aplicar pouquinho. Vê num prazo longo, porque ela falou que vai deixando esse dinheiro.

Então ela vai lá, entra no site do Tesouro, escolhe um dos títulos, a gente tem falado muito disso.

Tem título que é corrigido pela inflação, tem taxa pré-fixada, taxa pós-fixada. Vai fazendo essa diversificação, porque aí o bolo financeiro vai crescendo.

É importante a pessoa ter um conhecimento financeiro maior e, mesmo que seja R$30 ou R$50, faz diferença no ano. Vai juntando mais dinheiro. Vai aprendendo a lidar com o mercado financeiro.

Porque essa é uma coisa que faz falta. Se em algum momento ela quiser comprar um imóvel, então tem que juntar mais dinheiro para dar uma entrada.

Na quarta o Banco Central decidiu manter a taxa de juros em 11%, então a rentabilidade das aplicações financeiras não deve mudar muito, mas a poupança continua em desvantagem em relação à maior parte das aplicações, com esse nível da Selic.

Então quem consegue pode investir num DI, ou renda fixa, que é uma coisa muito simples. Você aplica num banco, na agência onde você tem conta. Se a taxa de administração for de 1%, por exemplo, você já leva vantagem, se deixar o dinheiro aplicado lá por dois anos, até por um ano dependendo da aplicação.

Então minha recomendação é essa: começar a diversificar. Não necessariamente tira o dinheiro da poupança, esses R$3 mil, mas, da próxima vez que tiver os R$200, vai para outra opção, vai para um fundo, vai para um título do Governo e começa a lidar melhor com essa questão.