Ônibus intermunicipais de São Paulo ficarão mais caros a partir de domingo

  • Por Agência Brasil
  • 03/07/2015 21h11
SÃO PAULO, SP, 25.05.2015: TRANSPORTE-SP - Motoristas de micro-ônibus conveniados a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo) realizam um protesto na manhã desta segunda-feira (25) na rua Boa Vista, no centro de São Paulo, em frente à sede da Secretaria de Transportes Metropolitanos. ( Foto: Gabriel Soares / Brazil Photo Press/Folhapress)Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo

A partir da meia-noite de domingo (5), as tarifas de transporte intermunicipal de passageiros do estado de São Paulo serão reajustadas em 10,53% para as linhas rodoviárias e 13,40% para as linhas suburbanas. O anúncio foi feito hoje (3) pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp).

O serviço rodoviário é aquele que opera entre terminais rodoviários ou agências de passagens, com utilização de poltronas numeradas, bagageiro externo e que não permite passageiros em pé. Já o suburbano compreende a cobrança de passagens no interior do veículo, paradas efetuadas em pontos e abrigos e que utiliza ônibus convencional com portas independentes para embarque e desembarque, além de poltronas não numeradas.

Segundo a Artesp, o aumento não vale para as linhas regulamentadas pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU), que opera dentro da região metropolitana de São Paulo.

O reajuste na tarifa ocorre, de acordo com a agência, após 17 meses sem aumento. “ O cálculo do reajuste representa a recomposição de custos operacionais entre outubro de 2013 e maio de 2014. Foram consideradas as variações de diversos itens como os salários da categoria reajustados nos acordos coletivos de maio de 2014 e maio de 2015, além do óleo diesel que subiu 16,91%”, informou a Artesp.

De acordo com a agência, sofrerão o aumento 631 linhas rodoviárias circulando em todo o estado, além de 431 linhas suburbanas. Os passageiros que viajam com frequência poderão comprar seus bilhetes rodoviários antes do reajuste, com validade de 12 meses. Já os idosos a partir de 60 anos têm garantido por lei dois assentos gratuitos nos ônibus intermunicipais rodoviários.