Palestinos acompanham funeral do primeiro corpo devolvido por Israel

  • Por Agencia EFE
  • 20/01/2014 14h06

Jerusalém, 20 jan (EFE).- Centenas de pessoas assistiram nesta segunda-feira na Cisjordânia o funeral de Mehdi Abel Jawad Janfar, o primeiro de uma lista de 36 corpos de cidadãos palestinos sob custódia israelense que foram entregues à Autoridade Nacional Palestina (ANP).

Membros do partido nacionalista palestino Fatah, o governador da zona de Jenin -cidade próxima da onde foi realizado o evento-, assim como familiares e amigos acompanharam o funeral oficial de Janfar, que permaneceu 12 anos preso em um cemitério israelense após morrer em um ataque contra um soldado israelense, ao qual assassinou.

O corpo deste palestino foi transferido no domingo à ANP.

“O ato foi muito significativo”, disse à Agência Efe Fátima Abdul Karim, coordenadora de imprensa da ONG JLAC e membro da campanha nacional criada em 2008 para exigir que Israel entregue aos familiares os corpos de milicianos falecidos em ataques contra Israel ou em enfrentamentos com o Exército desse país desde a guerra de 1967.

Após esta primeira entrega, espera-se que na terça-feira dois novos corpos sejam devolvidos a suas famílias para que possam ser sepultados.

Trata-se de Fathi Jihad Amira, de uma cidade perto da cisjordaniana Tubas, que morreu em 2002, e de Ata Samahneh, morto aos 60 anos por disparos em 2004.

Este gesto corresponde à aplicação de uma decisão emitida pela Corte Suprema israelense de liberar os corpos de 36 palestinos que tinham sido identificados através de provas de DNA.

Além disso, as famílias dos palestinos falecidos em ataques a Israel exigiram ao país que os corpos não fossem entregues até que seus mostras de DNA fossem arquivadas, o que atrasou a transferência dos cadáveres.

Até o momento, a organização assegura que graças à campanha foram retornados 94 corpos, embora ainda sejam mais de 300 os que permanecem sob custódia israelense.

O site do jornal “Yedioth Ahronoth” adiantou em outubro, quando foi resolvido o caso a favor das famílias, a identidade de alguns dos palestinos cujos corpos devem ser entregues, entre os quais figuram os irmãos Imad e Abdel Awa Awadala, comandantes militares do Hamas na Cisjordânia e Abdul Karim, um terrorista suicida que lançou um ataque com bomba em Afula em 2002. EFE