Papa batiza com o nome de Francisco pai de uma vítima do Sewol

  • Por Agencia EFE
  • 17/08/2014 01h01

Seul, 17 ago (EFE).- O papa batizou neste domingo em Seul com seu mesmo nome, Francisco, o pai de um dos adolescentes mortos em abril no naufrágio da embarcação Sewol, informou um porta-voz da Igreja Católica na Coreia do Sul.

Lee Ho-jin, de 46 anos, cujo filho mais novo era um dos 250 estudantes de bacharelado mortos na tragédia, foi batizado em cerimônia a portas fechadas, da qual só participaram seus familiares mais diretos.

O batismo aconteceu na Embaixada do Vaticano em Seul, onde o papa se aloja em sua histórica visita de cinco dias ao país asiático.

Sexta-feira, Lee expressou espontaneamente ao papa seu desejo de se converter ao catolicismo e lhe pediu que o batizasse durante uma reunião entre o papa e dez familiares de vítimas do naufrágio.

Durante sua visita à Coreia do Sul, iniciada na quinta-feira e que termina amanhã após uma intensa agenda de cinco dias, o pontífice argentino prestou atenção especial às vítimas do naufrágio, às quais ofereceu palavras de consolo em várias ocasiões e convidou para suas missas.

Além disso, Francisco se referiu ao fato em vários discursos e inclusive pendurou da lapela o laço amarelo de solidariedade com as vítimas, um símbolo onipresente em toda a Coreia do Sul desde que ocorresse a maior tragédia humana em décadas no país asiático. EFE