Papa desmente reunião com Governo argentino, sindicalistas e empresários

  • Por Agencia EFE
  • 09/02/2014 23h22

Buenos Aires, 9 fev (EFE).- O papa Francisco desmentiu neste domingo a informação divulgada pelos jornais argentinos “La Nación” e “Perfil” assim como por fontes sindicais na qual asseguravam que o pontífice tinha convocado uma reunião no Vaticano com funcionários do Governo, sindicalistas e empresários.

A agência de notícias oficial “Télam” assinalou que o papa chamou sua amiga e jornalista argentina Alicia Barrios e lhe disse que a convocação da reunião era “um disparate”.

A Presidência argentina evitou se pronunciar sobre a reunião, mas segundo a conversa com o papa reproduzida por Barrios, Francisco consultou sua agenda e disse que para o dia 19 de março só tinha previsto um encontro “com José María Del Corral (presidente do Conselho Geral de Educação do Arcebispado de Buenos Aires) e com Ricardo Pignatelli (titular do Sindicato de Mecânicos e Afins do Transporte Automotor)”.

“Não tenho agendada uma reunião de nenhum outro tipo”, concluiu o papa. EFE