Papa Francisco condena bombardeio em Alepo

  • Por Estadão Conteúdo
  • 29/09/2016 07h44
PAP01 CIUDAD DEL VATICANO (ITALIA) 28/09/2016.- El papa Francisco saluda a miles de fieles a su llegada a su audiencia general semanal en la Plaza de San Pedro, en el Vaticano, hoy, 28 de septiembre de 2016. EFE/Giorgio OnoratiPapa Francisco saúda milhares de fiéis em sua chegada à Praça São Pedro

O papa Francisco condenou, nesta sexta-feira, os bombardeios em Alepo, que mataram centenas de pessoas na semana passada, na Síria, e disse que os responsáveis “terão de se explicar diante de Deus”.

O pontífice não nomeou especificamente o governo sírio ou seus aliados, que, juntos, lançaram ataques em Alepo após o fracasso do cessar-fogo com forças rebeldes.

Ao falar na Praça de São Pedro, o expressou “preocupação e tristeza profunda sobre o que está acontecendo nessa cidade, onde crianças, idosos, doentes e jovens estão morrendo” e pediu para que todas as partes respeitassem a “obrigação imperativa e urgente” para proteger civis. Fonte: Dow Jones Newswires.