Papa Francisco pede que jovens “ousem e nadem contra a corrente” do consumo

  • Por Agencia EFE
  • 06/02/2014 11h42

Cidade do Vaticano, 6 fev (EFE).- O papa Francisco afirma que “é muito triste ver a juventude com fartura mas frágil”, e estimulou a juventude a mudar de vida e não transformar em “ídolos” o sucesso, o prazer e as posses de maneira egoísta.

O Vaticano publicou hoje a primeira mensagem do papa argentino para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que a Igreja Católica celebra em 13 de abril, com os conselhos de Francisco aos jovens.

O pontífice pediu aos jovens que não se “abarrotem” de coisas supérfluas.

“Ousem nadar contra a corrente. Sejam capazes de buscar a verdadeira felicidade. Digam não à cultura do provisório, da superficialidade e do usar e descartar, que não os considera capazes de assumir responsabilidades e de enfrentar os grandes desafios da vida”, aconselhou o papa.

Além disso, Francisco diz aos jovens que por trás da “verdadeira felicidade” está o “desmascarar e rejeitar tantas ofertas a baixo custo” que lhes oferecem.

“Quando buscamos o sucesso, o prazer, o possuir de maneira egoísta e os transformamos em ídolos, podemos experimentar também momentos de embriaguez, um falso sentimento de satisfação, mas no final nos tornamos escravos, nunca estamos satisfeitos, e sentimos a necessidade de buscar cada vez mais”, acrescentou em sua mensagem. EFE