Papa pede à ONU ajuda para acabar com tragédia humanitária no Iraque

  • Por Agencia EFE
  • 13/08/2014 12h01

Cidade do Vaticano, 13 ago (EFE).- O Vaticano divulgou nesta quarta-feira uma carta escrita pelo papa Francisco no último sábado em que pede ao secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, uma intervenção para pôr fim à tragédia humanitária no norte do Iraque.

“Ao renovar o meu apelo urgente à comunidade internacional para intervir e pôr fim à tragédia humanitária em andamento, encorajo todos os organismos competentes da ONU, especialmente os responsáveis pela segurança, a paz, o direito humanitário e a assistência aos refugiados, a prosseguirem os seus esforços, em conformidade com o Preâmbulo e os artigos pertinentes da Carta das Nações Unidas”, escreveu o papa.

Conforme o texto, “os ataques violentos que se têm alastrado ao longo do norte do Iraque não podem ficar indiferentes às consciências de todos os homens e mulheres de boa-vontade e devem despertá-los para ações concretas de solidariedade em defesa dos atingidos ou ameaçados pela violência e assegurar a assistência necessária e urgente aos desabrigados além do seu retorno seguro às suas cidades e casas”.

Francisco apelou ao direito internacional para que fosse feito todo o possível para deter e prevenir a violência sistemática contra as minorias étnicas e religiosas do Iraque.

O papa relatou estar angustiado e comovido com o que está vendo acontecer na região e lembra que enviou o cardeal Fernando Filoni, ex-núncio no Iraque, nos pontificados de João Paulo II e Bento XVI, para que manifeste sua “proximidade espiritual” e sua preocupação com sofrimento de todos aqueles que “desejam apenas viver em paz, em harmonia e liberdade na terra de seus antepassados”. EFE