Papa pede fim da “violência insensata” em mensagem destinada à família Foley

  • Por Agencia EFE
  • 25/08/2014 09h03

Cidade do Vaticano, 25 ago (EFE).- Em mensagem lida durante uma missa em memória de James Foley, o jornalista americano que foi executado friamente por jihadistas do Estado Islâmico, o papa Francisco pediu o fim “da violência insensata” e orações para “um amanhecer de paz e reconciliação entre os homens”.

A mensagem do papa foi lida ao término da missa realizada ontem na Igreja de Rochester, em New Hampshire, nos Estados Unidos, informou nesta segunda-feira a “Rádio Vaticana”.

Na mensagem, o papa argentino dizia se unir à dor dos parentes, amigos e colegas do jornalista e oferecia sua proximidade espiritual, além de orações.

Na última quinta-feira, dois dias depois da divulgação da notícia da execução do jornalista americano, o papa Francisco manteve uma longa conversa telefônica com a mãe de Foley e “ficou fortemente impressionado pela grande fé da mulher”, segundo o subdiretor do Escritório de Imprensa do Vaticano, Ciro Benedettini.

Foley procedia de uma família católica e estudou na “Marquette University”, centro de ensino que é administrado por jesuítas no estado de Wisconsin. EFE