Papel do Reino Unido na OTAN não muda após Brexit, diz secretário-geral

  • Por Estadão Conteúdo
  • 24/06/2016 10h43
BR05 BRUSELAS (BÉLGICA), 13/06/2016.- El secretario general de la OTAN, Jens Stoltenberg, ofrece una rueda de prensa en vísperas de la reunión de los ministros de Defensa de la Alianza Atlántica, en Bruselas, Bélgica, hoy 13 de junio de 2016. EFE/Olivier HosletJens Stoltenberg

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), Jens Stoltenberg, reiterou, nesta sexta-feira (24), que a inesperada decisão dos britânicos de votarem a favor da saída União Europeia, durante o plebiscito, realizado na passada quinta-feira (23), não mudará o papel do Estado britânico na aliança militar.

Como o resultado da votação, diz o estadista, a Organização se tornará “mais importante” do que nunca como plataforma de cooperação na Europa. Segundo Stoltenberg, o governo de Londres continuará sendo “um forte e comprometido aliado da OTAN”, concluindo que “uma OTAN forte, unida e determinada continua sendo um pilar essencial de estabilidade em um mundo turbulento e uma importante colaboradora para a paz e segurança internacionais”.

O resultado da consulta vai dificultar os esforços para fortalecer a aliança entre a UE e a OTAN. Em comunicado, porém, a Aliança mantém o compromisso de ampliar a cooperação.

“Na Cúpula de Varsóvia, em junho, iremos aumentar a colaboração mútua porque, juntos, somos mais eficientes em garantir nossos valores em comum e manter nossos países seguros”, enfatizou.