Paris e Londres criarão centro conjunto em Calais contra imigração

  • Por Agencia EFE
  • 20/08/2015 11h57

Calais (França), 20 ago (EFE).- França e Reino Unido anunciaram nesta quinta-feira a criação de um centro conjunto de controle da imigração irregular no porto francês de Calais, que pretende combater especialmente as redes de tráfico de pessoas.

O anúncio foi feito pelos ministros de Interior dos dois países, Bernard Cazeneuve e Theresa May, que assinaram um novo acordo bilateral de cooperação durante uma visita a Calais, em que apresentaram um reforço das medidas contra as tentativas dos imigrantes clandestinos de entrar no Reino Unido através do Eurotúnel.

Segundo eles, “um dispositivo de segurança sólido, resolvido e efetivo na entrada do túnel sob (o canal) da Mancha contribuirá para dissuadir os candidatos à imigração ilegal de ir até Calais ou de permanecer ali”.

Cazeneuve destacou que nas últimas semanas que caiu para 10% as tentativas dos imigrantes de entrar nas instalações do Eurotúnel graças a essas medidas.

Segundo o Eurotunnel, nos primeiros dias de agosto chegou a haver 1.700 tentativas diárias.

A operação do centro de comando e de controle bilateral de Calais será dirigido pelas forças da ordem francesas, mas reunirá também equipes britânicas encarregadas do controle de fronteiras e da Agência Nacional Britânica de Luta contra a Criminalidade.

Cada país designará um “alto responsável para exercer um papel de comando unificado” para tudo o que tiver a ver com a erradicação das redes de traficantes que exploram os imigrantes, que cobram milhares de euros por pessoa para tentar levá-las pelos caminhões que viajam ao Reino Unido.

Outra das missões dessa estrutura será tornar mais fluída a troca de informações operativas, o que inclui o recurso a outras instituições como Europol.

O Reino Unido, que se comprometeu no início de mês a investir 10 milhões de euros em novas medidas de segurança nas instalações do Eurotúnel, que se somam aos 15 milhões anunciados ano passado, vai levantar quatro quilômetros de cercas suplementares.

Também aumentarão a vídeo-vigilância, assim como a tecnologia de detecção de presença humana com infravermelhos e projetores de iluminação.

O Eurotúnel, por sua vez, assinou um contrato para aumentar o número de agentes de segurança privada para proteger melhor suas instalações.

Paris e Londres vão formar uma equipe conjunta para aumentar as expulsões de imigrantes em situação irregular na região de Calais, que segundo Cazeneuve já subiram significativamente neste ano até mil pessoas.

A cooperação franco-britânica no terreno da imigração se estenderá ao amparo humanitário das pessoas mais vulneráveis, como mulheres e menores. EFE

ac/cd