Paris enfrenta dois sequestros simultâneos nesta sexta (09); entenda

  • 09/01/2015 14h21
Atentado Paris Supermercado

A cidade de Paris enfrentou nesta sexta (09) dois sequestros simultâneos com reféns. Ambos estão ligados ao ataque da revista Charlie Hebdo.

Os dois suspeitos de terem cometido o atentado contra a redação da revista tomaram reféns em uma empresa em Dammartin-en-Goele, informou nesta sexta-feira a imprensa francesa.

Em outra ação, o suposto autor do assassinato na quinta-feira (8) de uma policial municipal fez como reféns várias pessoas em um mercado de produtos kosher na porta de Vincennes, no leste de Paris, após um tiroteio com a Polícia.

O mercado Hyper Cacher está entre os estabelecimentos da capital francesa que vendem produtos voltados à comunidade judaica.

Antes da tomada de reféns, o suspeito se dirigiu aos policiais para dizer-lhes: “vocês já sabem quem eu sou”, em aparente referência a sua ação de ontem em Montrouge, sul de Paris, onde a agente municipal foi morta.