Parlamento italiano não elege novo presidente

  • Por Jovem Pan com Reuters
  • 30/01/2015 18h59

Fundador do partido italiano Liga NorteParlamento Italia

Os legisladores italianos não conseguiram eleger um novo presidente na segunda e terceira rodadas de votação desta sexta-feira, mas o primeiro-ministro, Matteo Renzi, pareceu prestes a conseguir eleger seu candidato, um juiz veterano, no sábado, quando o número de votos exigidos será mais baixo.

Na quinta-feira o Partido Democrático de Renzi e alguns outros aliados prometeram apoiar Sergio Mattarella, juiz da corte constitucional e político de centro-esquerda veterano de 73 anos.

Não obter a aprovação de Mattarella daria a entender que a autoridade de Renzi, há menos de um ano no cargo, sobre seu partido está vacilante, o que criaria a perspectiva de uma eleição nacional antecipada.  

No momento em que o recém-eleito premiê grego, Alexis Tsipras, enfrenta conversas difíceis com parceiros europeus, liderados pela Alemanha, sobre a renegociação da dívida da Grécia, uma crise política na Itália iria aumentar a incerteza na zona do euro.

Nenhum candidato teve apoio nas três rodadas da votação presidencial até agora. A primeira rodada acorreu na quinta-feira e, nas duas votações de hoje, era exigida uma maioria de dois terços dos 1.009 parlamentares e autoridades regionais da Itália.

O quórum cai para uma maioria simples na quarta rodada, que deve ocorrer na manhã de sábado.