Pastor evangélico é preso no México acusado de engravidar menina de 12 anos

  • Por Agencia EFE
  • 04/06/2014 18h57

Ciudad Juárez (México), 4 jun (EFE).- As autoridades do México prenderam um pastor evangélico acusado de violentar e engravidar uma menina de 12 anos em um povoado do estado de Chihuahua, informaram nesta quarta-feira fontes oficiais.

O detido, identificado como Rutilio Can Falcón, de 61 anos, estava encarregado de um albergue para crianças órfãs situado nos arredores de Ciudad Cuauhtémoc, onde conheceu e abusou da menor, informou a Procuradoria de Justiça de Chihuahua em comunicado.

A procuradoria detalhou que a mãe da menor, que trabalhava nesse local, não havia se dado conta da situação até que a menina completou seis meses de gravidez.

Segundo o testemunho da mãe, Falcon era a única pessoa na qual confiava devido a sua condição de pastor evangélico.

De acordo com os testemunhos de outros residentes dessa cidade, Falcon tinha sido acusado desde 2011 de abusar sexualmente de crianças que se hospedam no albergue que dirigia.

Apesar disso, as autoridades explicaram que até agora não há nenhuma outra acusação formal ou denúncia contra o pastor. EFE